Pesquisar

domingo, 24 de dezembro de 2017

O Natal de Jesus

Tema: É Natal.

Introdução: Os dias natalinos envolve muita comilança, mensagens de felicitações, muita iluminação elétrica, troca de presentes, roupa nova, demonstrações de amor ao próximo. Mas, o Natal de Jesus representa muito mais que isto.Tratá-se do mistério da encarnação do verbo divino...o apogeu da revelação de Deus à humanidade. Outros, nem acreditam que ele existiu.

I - ONDE JESUS NASCEU E EM QUE CONTEXTO HISTÓRICO?
Resposta: Segundo Lucas 2.1-4, Ele nasceu em Belém, província da Judéia, e ali reinava Herodes, o Grande (Mt 2.1). César Agusto era o imperador romano (27 a.C a 14 d.C). Na sua morte, era Imperador Tibério César (14 a 37 d.C).

II - A ENCARNAÇÃO DE JESUS É:

A Divindade tomando forma corporal humana, ou seja, experimentando co-existir, viver, conviver com os homens, como homem.
João 1.14 - E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.

João 1.18 - Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que estáno seio do Pai, este o fez conhecer.

III - A QUEM INTERESSA NEGAR A ENCARNAÇÃO DO FILHO DE DEUS?
I Jo 4.1-3 – “AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.”
Reflexão: Um ateu disse: “A religião é um conto de fadas para pesoas com medo do escuro”. Um cristão rebateu: “O ateísmo é um conto de fadas para pessoas com medo da luz”.

IV -  QUE NÃO HAJA EM NENHUM DE NÓS DIFICULDADE EM CONCILIAR A HUMANIDADE DE JESUS COM SUA DIVINDADE.
    a) Como homem Jesus teve mãe e não teve pai. Como ele foi gerado no ventre de Maria por ação e graça do Espírito( Mt 1.18-25), José foi pai de Jesus no sentido adotivo. E como Deus ele tem Pai e não teve mãe.
    b) John Stott (“Cristianismo Básico”, p. 27).  Faz o seguinte esclarecimento:
“Jesus não é “um Deus disfarçado de homem, nem um homem com qualidades divinas”. Ele quer dizer simplesmente que Jesus é Deus e homem não sucessivamente, mas ao mesmo tempo.”
   c) Portanto, Jesus não deixou de ser Deus quando tomou a forma humana e nem deixou de ser homem quando ressuscitou dentre os mortos.

V - ELE VEIO LITERALMENTE, DO CÉU À TERRA
João 16.28 – “Saí do Pai, e vim ao mundo; outra vez deixo o mundo, e vou para o Pai”.
João  17.4-5 – “Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer. E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”

VI -  QUE VEIO JESUS FAZER NA TERRA?

1. Chamar os pecadores ao arrependimento.  Lucas 5.32
2. Buscar o que se havia perdido. Lucas 19.10
3. Dar  vida em abundância. João 10.10
4. Salvar os pecadores. João 12.47;  I Tm 1.15
5. Dar  a sua vida em resgate de muitos.  Mt 20.28; João 10.18
6. Destruir as obras do diabo.  I João 3.8
7. Aniquilar o tinha o império da morte. Hb 2.14
8. Testemunhar da verdade.  João 1.17;18.37
9. Revelar Deus, o Pai.  João 1.18

v  É a sublimação da encarnação de Jesus Cristo.

CONCLUSÃO:

    1. É Natal.  Manjedoura vazia, cruz vazia, túmulo vazio. Trono ocupado.
Apocalipse 5.11-13
“...Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças. E ouvi toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.”
    2. É Natal. Jesus trouxe boas novas de salvação para todo o que crê.
  3. É Natal. Que haja lugar para Jesus na estalagem do seu coração. O seu convite de reencontro, perdão, comunhão e salvação continua de pé:

Apocalipse 3.20 – “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”.

Feliz Natal

Samuel Borges
Abraço!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...