Pesquisar

domingo, 29 de dezembro de 2013

RESPOSTAS AO SECULARISMO


O que fez o deus desde século?
II Co 4.4 -...nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.

Aconselha-se: Quem quer luz, procure-a em Jesus Cristo.
João 8.12 - Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida.

Este mundão tem valores influenciados por seus próprios desejos carnais desregrados.
I João 2.15-17 - Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.  Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo.  Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.

O Senhorio que liberta verdadeiramente, a partir do homem interior...
João 8.32,36 - e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Valores do reino em oposição ao mundanismo.
Justiça,  paz e a alegria no Espírito santo.
Rm 14.27 - porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo.

O evangelho - instrumento de redenção por excelência
Rm 1.16 Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.

Não há vitória no pecado, muito menos misericórdia.
Pv 28.13 - O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.

Um convite de amor para está sob o Senhorio de Cristo

Mateus 11.28-30 - Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.

A escolha é sua...


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Dez pecados a evitar na tensão entre Igreja Instituição e Igreja Comunidade, corpo vivo de Cristo.

   1. Não cometa o pecado de enclausurá Deus nas paredes da sua Instituição.

    2. Não limite as manifestações do Reino de Deus aos limites ou horizontes da sua Instituição.

    3.  Não condicione a relação com Deus à relação Institucional.

    4. Não exija sacrifício do povo em nome da sua Instituição.
“Deus tem muitos a quem a Igreja instituição não tem; e a Igreja tem muitos a quem Deus não tem.”

    5.Não restrinja a vocação ministerial ao engajamento na Igreja Instituição.
a)O serviço como servo do reino está para além da Igreja Institucional.
b) Valorize o voluntariado em prol do próximo, independentemente de está vinculado a sua instituição ou não.
c) Não precisamos ter uma creche para investir nela, ou algo dessa natureza. Podemos cooperar com creches sérias já estabelecidas na comunidade a que pertencemos.

    6.Não confunda Instituição religiosa com a comunidade cristã.
a)   É diferente o rol de membros aqui embaixo do Livro da Vida lá em cima.
b)   A comunidade é teocêntrica. A instituição pode ser  episcopal, congregacional ou presbiteral, conforme o regime eclesiástico adotado.
c)   A Igreja Comunidade se rege pelas Escrituras. A Igreja instituição é gerida por convenções, estatutos, portarias, regimentos, etc...

   7. Não pretenda gerir o Corpo de Cristo de acordo com a lógica da gestão da Igreja Institucional.
a)   Temos sido orientados a ofertar, dizimar tão somente na sua Igreja Instituição a que pertencemos. Este é o nosso primeiro compromisso. Porém, o Reino de Deus está além da Igreja Instituição.
b)  Deus não nos pede 10%. O que conta é a generosidade e a solidariedade voluntária. Até porque dele são os 100% que nos dá para administramos.

     8.  Não priorize as relações funcionais em detrimento das pessoais.
a) Você serve a Deus ou é a mão de obra de um ministério?
Cometemos a imaturidade de nos tratarmos como obreiros do Senhor, ignorando, muitas vezes, as relações ovelhas e irmãos.

9.Não pretenda perenizar a sua Instituição.
a)   As Instituições se renovam, se refaz, mudam e passam. A Igreja Comunidade (corpo vivo de Cristo) é perene.
b)   A Igreja Institucional é cíclica para cada época.

10.    Jamais coloque o corpo vivo de Cristo a serviço da Instituição. A Igreja Instituição deve trabalhar em prol da Igreja Comunidade.


Fonte: Baseado na mensagem “tensão entre a Igreja corpo vivo de Cristo e Igreja Instituição” – Ed René Kivitz. No evento Lutando pela Igreja - Deus não tem um plano B.

Samuel Borges - com algumas alterações/inclusões


segunda-feira, 25 de novembro de 2013

BASES DA FRATERNIDADE CRISTÃ

(Catalogação por Bernardo Johnson)
Amarem uns aos outros. Jo 13.34

Lavarem os pés uns dos outros. Jo 13.14

Amarem cordialmente uns aos outros com amor fraternal. Rm 12.10

Terem o mesmo sentimento uns para com os outros. 
Rm 15.5

Não julgarem uns aos outros. Rm 14.13

Edificarem-se uns aos outros. Rm 14.10

Acolherem uns aos outros. Rm 15.7

Admoestarem-se uns aos outros. Rm 15.14

Saudarem uns aos outros. Rm 16.16

Esperarem uns pelos outros. I Co 11.33

Cooperarem uns com os outros. I Co 12.25

Servirem uns aos outros. Gl 5.13

Levarem as cargas uns dos outros. Gl 6.2

Suportarem-se uns aos outros. Ef 4.2

Serem compassivos uns com os outros. Ef 4.32ª

Perdoarem-se uns aos outros.  Ef 4.32b

Falarem uns com os outros com salmos, hinos e cânticos espirituais. Ef 5.19

Sujeitarem-se uns aos outros.  Ef 5.21

Considerarem, cada um, os outros superiores a si mesmo. Fp 2.3

Não mentirem uns aos outros.  Cl 3.9

Consolarem uns aos outros. I Ts 4.18

Edificarem-se uns aos outros. I Ts 5.11b

Viverem em paz uns com os outros.  I Ts 5.13

Seguirem sempre o bem uns para com os outros. 
I Ts 5.15

Considerarem uns aos outros. Hb 10.24

Não falarem mal uns do outros. Tg 4.11

Não se queixarem uns dos outros. Tg 5.9

Confessarem os pecados uns aos outros. Tg 5.16b

Serem hospitaleiros uns com os outros. I Pd 4.9

Cingirem-se de total humildade no trato uns com os outros. I Pd 5.5

Isto é amor e comunhão no corpo de Cristo!!!
E fundamentos para qualquer relação humana saudável, duradoura, madura, construtiva,  em todo tempo e todo lugar.

Samuel Borges com alterações.
  

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Estamos todos embriagados!



No momento estamos todos embriagados. Quem dera fosse pelo Espírito, mas certamente não o é.

Estamos perigosamente embriagados pela carne. Embriagados pela competição que nem mais consegue ser velada. Estamos embriagados pela busca por nome, fama, poder, primeiro lugar, glória. Só pensamos em conquistas grandiosas: um país protestante (não necessariamente cristão), um presidente protestante (não necessariamente ficha limpa), uma igreja cada vez maior do que a outra (não necessariamente santa), um templo cada vez mais amplo e suntuoso (não necessariamente livre dos célebres vendilhões do tempo de Jesus). 

Não falamos em pecado. Não falamos em arrependimento. Não falamos em conversão. Não falamos em caminho apertado. Não falamos do “negue-se a si mesmo” de Jesus. Não falamos em santidade. Não falamos da glória por vir.
 
Só falamos de gente, de multidões, de números. Só falamos de autoajuda, de dinheiro, de cura, de sucesso financeiro, de bens móveis e imóveis, de milagres. Só falamos do presente. Só falamos dos cantores “gospel” e de eventos retumbantes.

Apresentamo-nos como bispos, apóstolos, patriarcas e papas. Fazemos questão de dizer que somos ao mesmo tempo doutor em teologia, em ciências da religião, em divindade e em filosofia. Esbanjamos títulos e nomes. Estamos todos, de fato, embriagados!

Só nos preocupamos com o crescimento de igrejas. É o assunto do momento. Criamos métodos, estratégias, alvos. Muitos deles importados do mundo secular, das empresas bem-sucedidas, dos especialistas em “marketing”. Usamos roupas de grife, somos artificiais nos gestos e na entonação da voz. Impressionamos os auditórios, chamamos a atenção para nós e embriagamos também o público. Aceitamos as palmas e pedimos bis. Essa embriaguez nos tornou secularizados. Outrora saímos das trevas e viemos para a luz. Agora estamos saindo da luz e voltando para as trevas.

Essa embriaguez de líderes e de liderados está provocando o que hoje se vê claramente: comparações, competições, rivalidades, divisões, mudanças litúrgicas, descontentamento, escândalos, descrença e apostasia. Em nenhum outro tempo houve uma multiplicação tão grande e tão rápida de denominações. Em nenhum outro tempo aconteceu um entra-e-sai de uma igreja para outra tão acentuado como agora. Em nenhum outro tempo o rol dos sem-religião aumentou tanto.

Essas são algumas consequências a médio e longo prazo da nossa embriaguez, da qual muitos ainda não têm consciência.

Usamos a palavra “todos” neste texto de forma retórica. Ainda há muitas pessoas cuidadosas, tanto entre pastores e líderes como entre cristãos comuns. O trigo nunca desaparece. Mesmo naquelas ocasiões em que o joio é maior do que ele.

Se houver uma corajosa reviravolta da soberba mundana para a humildade cristã, a história atual da igreja poderá ser revertida. Afinal, há cura para a embriaguez! O primeiro passo dos alcoólicos anônimos é admitir que são impotentes para reverter sozinhos qualquer problema de conduta. Daí a necessidade de pedir socorro ao poderoso e amoroso Deus!

Fonte: Revista Ultimato


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

O ATO DE FALAR, CUIDADO COM ELE


Língua: Órgão muscular, situado na boca e na faringe, responsável pelo paladar e auxilia na mastigação e na deglutição, e também na produção de sons, fala.

Como um membro do corpo humano, a língua é o principal meio que nós utilizamos para nos comunicar, ainda que saibamos de que falamos também através de outros meios, como: gestos, atitudes, ação, omissão, uma apitada, a batida de um bombo, no vestir, no sentar, levantar, imagens, etc...

A Bíblia como fonte literária e cultural é riquíssima sobre o tema, tanto quando  menciona  situações positivas, quer negativas, a respeito  da comunicação verbalizada.

O ATO DE FALAR PELA BÍBLIA

Pv 15.1 – A palavra branda traz harmonia, dura produz conflitos
“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”

Pv 15.23- Falando no tempo certo
“O homem se alegra na resposta da sua boca, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!

 Pv 15.2  - A língua como adorno da sabedoria
 A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia.”

 Pv 6.16-19 - A língua que Deus aborrece. A que provoca a maledicência ou a contenda entre irmãos.
16  – “Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que ele abomina:
17 - olhos altivos, língua mentirosa, e mãos que derramam sangue inocente;
18 - coração que maquina projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal;
19 - testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.

Pv 16.24 - A língua como instrumento de cura.
 Favo de mel são as palavras suaves: doces para a alma e saúde para os ossos”.

Pv 16.21 - O saber pela doçura no falar
“O sábio de coração será chamado prudente, e a doçura dos lábios aumentará o ensino.”

Tg 3.5-10 - A difícil arte de domar a língua
“5 - Assim também a língua é um pequeno membro, e se gaba de grandes coisas. Vede quão grande bosque um tão pequeno fogo incendeia.
6 - A língua também é um fogo; sim, a língua, qual mundo de iniqüidade, colocada entre os nossos membros, contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pelo inferno.
7 - Pois toda espécie tanto de feras, como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se doma, e tem sido domada pelo gênero humano,
8 - mas a língua, nenhum homem a pode domar. É um mal irrefreável; está cheia de peçonha mortal.
9 - Com ela bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
10 - Da mesma boca procede a bênção e maldição. Não convém, meus irmãos, que se faça assim.”

PONTO OU QUESTÃO FUNDAMENTAL – O INTERIOR OU ESTADO DA  ALMA
As nossas palavras revelam muito do que somos, pois a boca fala do que o coração está cheio. Lc 6.45


NÃO BASTA DIZER A VERDADE.
a)“Sou sincero!”; “Só falo a verdade!”;
b)“Não levo desaforo para casa!”
c) Mas quem disse que ser sincero, falar a verdade e não levar desaforo para casa significa estar sempre com a razão?
Ø  Na verdade, tal postura reflete uma má educação. 
Ø  Você Sabe disto? Nem sempre é necessário dizer toda a verdade. Não precisa mentir. Seja sábio....

O(a) TAGARELA

            a) Segundo a tradução do termo hebraico batah, o que significa tagarela?
 Resp.: Pessoa que fala irrefletida e impensadamente.
b)“Quem fala o que quer, ouve o que não quer”.
c)“multidão de palavras não falta transgressão, mas o que modera os seus lábios é prudente” (Pv 10.19). 
d) O homem pagará pelas palavras ociosas que proferir.  Mt 12.36

Conselho do apóstolo Thiago:

“Portanto, meus amados irmãos, todo homem seja pronto para ouvir, tardio da para, tardio para se irar, porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.”  -  Tg 1.19-20

UMA BOCA E DOIS OUVIDOS 
      a)    Quem fala em demasia prejudica o outro e a si próprio (Pv 13.3).
b)    No Dia do Juízo, todos terão que dar conta diante de Deus por suas palavras (Mt 12.36).
c)    O que falamos evidencia que somos cristãos?Cada um responda a si mesmo.

CONCLUSÕES REFLEXIVAS

1. Faça do ato de falar, individual ou coletivamente – um ato de adoração, honra e glórias ao Senhor Deus que nos criou.
2. Construa, não destrua quando falares nas relações humanas.
3. Cuidado com o falar, expressar, quando estiveres “curtindo” insatisfações.
4. As vezes temos que contar até dez...antes de dizer o que se sente.
5. À luz da Palavra de Deus, somos encorajados a andar em união, harmonia e paz. Portanto, com a nossa língua abençoemos o nosso semelhante, pois assim fazendo, bendiremos também ao Senhor nosso Deus.
Subsídios:
A)   O mecanismo biológico da expressão verbal é altamente prático. Aqui está ou mora o perigo, o risco. E mais, cuida bem do falar quem vigia quanto ao que entra na mente. DISSE JESUS: ”A boca fala do que o coração está cheio.” .  O que está escrito em Lucas 6.45, corrobora plenamente com Provérbios  4.23
B)    Assim como a língua é físico-biológica é comandada pelo físico-biológico do cérebro, tal qual o pé. A diferença é que o mecanismo do pé não adentra às áreas da alma humana. Daí o foco do assunto na mente e não própria língua.
C)   O controlar os impulsos da fala no conflito, na ira, quando insatisfeito é desafiador.
D)   Saúde de alma é: sentimento, emoções e pensar equilibrados; e são fundamentais na comunicação humana. No homem interior cultive a mansidão, a prudência e moderação.
E) Estejamos atentos contra as palavras carregadas de ira, ódio, inveja, negativas, desorientadoras, desnorteadoras, que podem afetar e até destruir pessoas.

Um Convite: E este assunto e conteúdo foram ensinados a EBD – Escola Bíblica Dominical de 03/11/2013 – nas Assembléias de Deus de todo o país e outras denominações coirmãs.
Eu aprendi muito!. Se você perdeu, lamento. Deixo o convite amoroso para você marcar presença na EBD mais próxima de você – horário dominical:das 09 hs as 11 hs.

Fontes: Lição CPAD 4º trimestre/2013 - comentário José Gonçalves.
              Bíblia Sagrada.
              Internet. Google imagens...


PROGRAMA SAI DE BAIXO E O PR. MARCOS FELICIANO


Feliciano respondeu hoje Miguel Falabella do  seriado de comédia Sai de Baixo, que era apresentado pela TV Globo e há onze anos saiu do ar, está ganhando quatro novos episódios, e como sempre, o humor dos atores Miguel Falabella, Marisa Orth, Aracy Balabanian e Luis Gustavo está carregado de polêmica.

Na gravação do primeiro episódio inédito, o personagem Caco Antíbes, interpretado por Miguel Falabella, protestou contra o pastor Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM). “Chupa Feliciano”, gritou o ator, interpretando uma fala de Caco, durante a gravação no Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo. Os episódios inéditos serão transmitidos pelo canal por assinatura Viva.

Nesta cena, Caco Antíbes está hospedado na casa de sua antiga empregada, e se vê obrigado a dividir o quarto com o mordomo, interpretado por Tony Ramos. Vendo-se numa situação adversa, Caco pega na mão do mordomo e de sua mulher, Magda (interpretada por Marisa Orth), e diz que enquanto esteve preso na Dinamarca, foi obrigado a aprender coisas novas, insinuando uma relação sexual entre três pessoas, e diz: “Vou pegar esse urso! Chupa, Feliciano!”. Segundo informações, a plateia da gravação do programa aplaudiu o protesto do programa humorístico.

Resposta de Feliciano no congresso nacional

“Não perco tempo vendo essas porcarias da Globo, isso serve como prova pra aqueles que viram hinos evangélicos na novela e culto e ficaram seduzidos. A Globo está passando mal com o nosso trabalho de combate a prática homossexual, repito o que eu disse nos Gideões (Vamos parar de assistir novela). A Globo não ensina nada de educação familiar, só ensina como trair esposa, marido e incentiva o ódio dentro do lar. Mas agradeço a Deus que se pelo evangelho sou perseguido é porque sobre mim, repousa o Espírito da Glória de Deus. ”



Fonte: Assessoria Parlamentar da CDHM

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Números de católicos no Brasil


Católicos no Brasil em 1870 – 100% da população.

Católicos no Brasil em 1970 – 92% da população.

Católicos no Brasil de 1980 a 2010 – diminuiu 89% para 65% da população.

Evangélicos – de 1980 a 2010 – aumentou de 6,6% para 22,2% da população.

Pentecostais em 2010 – 25 milhões de fiéis no país.

População brasileira em 2012:198,7 milhões


Fonte: Revista ultimato setembro-outubro 2013.

sábado, 5 de outubro de 2013

Um bêbado no ônibus


O bêbado entrou no ônibus, parou lá na frente e apontando para o lado direito, disse:
- Todo mundo desse lado de cá é ladrão!
E apontando para o outro lado:
- E todo mundo desse lado é trambiqueiro!
Um passageiro, inconformado, levantou-se e disse:
- Eu não sou ladrão não rapaz!
E o bêbado:
- Então passa para o lado de lá para não fazer confusão!
Nisso, o motorista furioso freou o ônibus bruscamente fazendo com que todos os passageiros caíssem no chão, levantou-se, apontou o dedo na cara do bêbado e berrou:
- Quem foi que você chamou de ladrão?
E o bêbado:
- Agora eu não sei mais... Você misturou tudo!

domingo, 29 de setembro de 2013

Vivemos o fim dos tempos...

                 
 
                          Devemos provar se os espíritos são de Deus.

  Origens das manifestações: Do homem, do diabo ou de Deus.

Três altares que podem ser levantados: ao homem, ao diabo ou ao Deus vivo verdadeiro.

  Já assistimos extrema corrupção nos últimos tempos nos poderes constituídos. E estão perdendo a legitimidade.II Tm 3.1

   A medida da graça de Deus está se consumando. Is 55.6

Sinais sociais, físicos, religiosos e políticos se cumprem em alta escala.

Israel restaurado nacionalmente – retorno à terra pátria é o maior sinal e por excelência, em sentido escatológico.

 É hora de levantarmos a cabeça porque a redenção da Igreja e para Israel está próxima.

Paira no ar um sentimento mundial de insegurança sem precedentes na História Humana. A porta de acesso ou o tapete vermelho para o surgimento de um líder mundial.

Prepare-se: Jesus vem para arrebatar a sua Igreja da terra. E partir desde momento, se desenrolará eventos mundiais em série como previstos nas Escrituras Sagradas.


quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Os Princípios da Andragogia


De acordo com Waal e Telles (2004), os 5 princípios da Andragogia são:

Autonomia: o adulto sente-se capaz de tomar suas próprias decisões (auto-administrar-se) e gosta de ser percebido e tratado como tal pelos outros. 

Experiência: a experiência acumulada pelos adultos oferece uma excelente base para o aprendizado de novos conceitos e novas habilidades.

Prontidão para a Aprendizagem: o adulto tem maior interesse em aprender aquilo que está relacionado com situações reais de sua vida.

Aplicação da Aprendizagem: as visões de futuro e tempo do adulto levam-no a favorecer a aprendizagem daquilo que possa ter aplicação imediata, o que tem como corolário uma preferência pela aprendizagem centrada em problemas em detrimento de uma aprendizagem centrada em áreas de conhecimento.

Motivação para Aprender: os adultos são mais afetados pelas motivações internas que pelas motivações externas. Vale lembrar que as motivações externas estão ligadas seja ao desejo seja de obter prêmios ou compensações seja ao desejo de evitar punições; motivações internas estão ligadas aos valores e objetivos pessoais de cada um.

Fonte: A Andragogia (Knowles). Paula de Waal e Marcos Telles - Junho, 2004

O QUE É ANDRAGOGIA?


                          Imagem:www.dicom.com.br

Segundo Bellan (2005,p.20) “a andragogia é a ciência que estuda como os adultos aprendem”. A autora relata que foi o educador alemão Alexander Kapp em 1833, quem primeiro usou esta nomenclatura.

A Andragogia foi definida por Malcolm Knowles como a arte e ciência de ajudar o adulto a aprender, em oposição à Pedagogia, que cuida do ensino de crianças. Os conceitos de Knowles foram amplamente discutidos, prevalecendo, hoje, a posição de que os dois campos não são mutuamente excludentes. Segundo eles, Knowles chegou a indicar que os dois conceitos formariam um continuum, indo da educação centrada no professor à educação centrada no aprendedor. (WALL e TELLES, 2004).

Andragogia (do grego: andros - adulto e gogos - educar) procura compreender o adulto. Os adultos devido às experiências que passam durante a vida e o conhecimento que vem da realidade, buscam desafios e soluções que façam diferença em suas vidas.Eles aprendem melhor quando o assunto faz relação com sua vida diária. O aluno adulto, diferencia-se dos demais, na consciência de que precisa do conhecimento, que este lhe faz falta.

De acordo com Gomes, Pezzi e Bárcia (2006), os princípios da Andragogia e as teorias que sinalizam uma pedagogia voltada para o aluno, estão trazendo maiores contribuições no trabalho com adultos.

Nesse sentido, Knowles (1977) citado Gomes, Pezzi e Bárcia (2006, p. 3) diz que "a teoria da aprendizagem de adultos apresenta um desafio para os conceitos estáticos da inteligência, para as limitações padronizadas da educação convencional...".

A Andragogia sendo a questionadora do modelo educacional aplicado nos adultos procura conhecer as particularidades da aprendizagem no adulto e adequar ou promover métodos didáticos para serem usados especificamente nessa população.


Fonte: andragogiaonline.blogspot.com.br

domingo, 15 de setembro de 2013

BANCADA EVANGÉLICA EM AÇÃO


Deputados da bancada evangélica dispararam ataques à presidente Dilma Rousseff e cobraram explicações nesta terça-feira (4) do Ministério da Saúde sobre a campanha lançada pela pasta na internet voltada às prostitutas com foco na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Hoje, o ministro Alexandre Padilha (Saúde), no entanto, recuou e disse que a campanha ainda depende de aprovação. A Comissão de Direitos Humanos aprovou requerimento pedindo que Padilha preste esclarecimentos sobre a campanha e informe quanto custou a peça publicitária.

Uma das peças da campanha, lançada no último final de semana diz: “Eu sou feliz sendo prostituta”.

“O que o governo faz é um crime, é apologia à prostituição. O governo está patrocinando um crime ao defender essa conduta”, disse o deputado Marcos Rogério (PDT-RO).

A deputada Liliam Sá (PSD-RJ) disse que a campanha representa um “desfavor à sociedade”. “O que é isso? Ninguém é feliz sendo explorada sexualmente”, afirmou.

Para o deputado João Campos (PSDB-GO), a campanha é mais uma prova que o governo Dilma Rousseff não cumpre promessas de campanha. “É uma campanha discriminatória. Esse é um governo que não preza pelos valores da família”.

Irônico, Campos disse que já pode visualizar as próximas campanhas publicitárias do ministério. “Eu já vejo: Sou adultero, sou feliz. Ou incestuoso, siga-me. Ou sou pedófilo, sou feliz, sou realizado”, completou.

O deputado Costa Ferreira (PSC-MA) recomendou que a presidente Dilma fique atenta às ações de sua equipe. “Ela deve tomar pé de seu governo porque isso não vai ser bom para ela”.

Presidente da comissão de Direitos Humanos, Marco Feliciano (PSC-SP), disse ser a favor de pedir explicações sobre essa “famigerada campanha”.

LEGALIZAÇÃO

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) protocolou no comando da Câmara um pedido para retirar da Comissão de Direitos Humanos da Casa um projeto de lei que legaliza a prostituição. Ele é autor da matéria e pede que a proposta seja discutida por uma comissão especial.

Jean Wyllys teme que a proposta seja engavetada na comissão que conta com maioria de parlamentares alinhados com bancadas religiosas, entre eles Feliciano.

No ano passado, o deputado causou polêmica ao afirmar que 60% dos homens do Congresso usam os serviços de prostitutas.

A declaração de Wyllys, homossexual assumido, foi feita ao avaliar qual seria a chance de sua proposta ser aprovada, uma vez que o tema é tabu para a maioria dos deputados.

O projeto de Wyllys prevê que será considerada profissional do sexo toda pessoa maior de 18 anos e absolutamente capaz que voluntariamente presta serviços sexuais mediante remuneração.

Segundo o texto, os profissionais poderão atuar de forma autônoma ou em cooperativa e terão direito a aposentadoria especial com 25 anos de serviço.

Fonte: Márcio Falcão, na Folha de S.Paulo – 04 de junho de 2013.





O que se vê na TV

Certo professor universitário cita Marx e Freud e diz que a fé religiosa não passa de uma fuga da realidade.

Certo sociólogo propõe que todos os que estão no fim na vida, todos os dependentes químicos irreversíveis, todos os criminosos irrecuperáveis e todos os parasitas do país devem ser agraciados com a morte.

Para acabar com o risco de um ataque surpresa de armas nucleares, certo militar estuda a estratégia de destruir todos os arsenais atômicos, exceto os de seu próprio país.

Certa revista acaba de publicar 50 páginas das mais notáveis fotos de nu frontal de homens, mulheres, crianças e adultos.

Certo historiador volta a negar a existência de navios negreiros afundados por navios britânicos na época da escravatura e a existência de campos de concentração na época do nazismo.

Certo arquiteto oferece seus préstimos para modernizar os velhos templos cristãos, retirando todos os púlpitos, os sacrários, as sacristias, os confessionários e coisas afins para sobrar espaço para os gazofilácios, a banda e uma arena de danças e espetáculos.

O conselho de certa igreja resolve distribuir preservativos todos os domingos para todas as crianças da escola dominical com mais de 12 anos.

Certo senhor de 60 anos, por volta das duas horas da madrugada, sai do seu quarto e entra no quarto da netinha de seis anos para abusar dela.

Os brancos de certo país retornam ao poder e acabam outra vez com os direitos dos negros.

Certo seminário põe na rua todos os seus alunos sob a acusação de promiscuidade e fecha as portas.

Certo grupo religioso oferece excelentes salários a pastores que sabem atrair multidões e pregar com sucesso a prática do dízimo.

Certo acordo internacional entre nações ricas autoriza o afundamento de navios e a derrubada de aviões que transportem imigrantes de países pobres para os seus.

Certo governo manda para a cadeia qualquer pregador que condene os gays e qualquer profissional da área de saúde mental que receba em seu consultório o homossexual que deseje mudar a preferência sexual.

Certo projeto de lei que revoga a proibição do porte de armas tramita no Congresso de certa nação. Segundo essa lei, qualquer pessoa acima de 18 anos, não importa o gênero, pode carregar uma arma de baixo calibre na pasta, na bolsa ou na cintura para não ser molestada nem assaltada.

É profundamente perceptível e lamentável o quanto o texto de I João 5.19, é ainda mais real na contemporaneidade.

“Todo o mundo a nossa volta se encontra sob o poder do Maligno” (I João 5.19, na versão de J. B. Phillips).


Fonte: Revista Ultimato Setembro-outubro 2013. Com adequações.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...