Pesquisar

domingo, 29 de dezembro de 2013

RESPOSTAS AO SECULARISMO


O que fez o deus desde século?
II Co 4.4 -...nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.

Aconselha-se: Quem quer luz, procure-a em Jesus Cristo.
João 8.12 - Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida.

Este mundão tem valores influenciados por seus próprios desejos carnais desregrados.
I João 2.15-17 - Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.  Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo.  Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.

O Senhorio que liberta verdadeiramente, a partir do homem interior...
João 8.32,36 - e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Valores do reino em oposição ao mundanismo.
Justiça,  paz e a alegria no Espírito santo.
Rm 14.27 - porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo.

O evangelho - instrumento de redenção por excelência
Rm 1.16 Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.

Não há vitória no pecado, muito menos misericórdia.
Pv 28.13 - O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.

Um convite de amor para está sob o Senhorio de Cristo

Mateus 11.28-30 - Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.

A escolha é sua...


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Dez pecados a evitar na tensão entre Igreja Instituição e Igreja Comunidade, corpo vivo de Cristo.

   1. Não cometa o pecado de enclausurá Deus nas paredes da sua Instituição.

    2. Não limite as manifestações do Reino de Deus aos limites ou horizontes da sua Instituição.

    3.  Não condicione a relação com Deus à relação Institucional.

    4. Não exija sacrifício do povo em nome da sua Instituição.
“Deus tem muitos a quem a Igreja instituição não tem; e a Igreja tem muitos a quem Deus não tem.”

    5.Não restrinja a vocação ministerial ao engajamento na Igreja Instituição.
a)O serviço como servo do reino está para além da Igreja Institucional.
b) Valorize o voluntariado em prol do próximo, independentemente de está vinculado a sua instituição ou não.
c) Não precisamos ter uma creche para investir nela, ou algo dessa natureza. Podemos cooperar com creches sérias já estabelecidas na comunidade a que pertencemos.

    6.Não confunda Instituição religiosa com a comunidade cristã.
a)   É diferente o rol de membros aqui embaixo do Livro da Vida lá em cima.
b)   A comunidade é teocêntrica. A instituição pode ser  episcopal, congregacional ou presbiteral, conforme o regime eclesiástico adotado.
c)   A Igreja Comunidade se rege pelas Escrituras. A Igreja instituição é gerida por convenções, estatutos, portarias, regimentos, etc...

   7. Não pretenda gerir o Corpo de Cristo de acordo com a lógica da gestão da Igreja Institucional.
a)   Temos sido orientados a ofertar, dizimar tão somente na sua Igreja Instituição a que pertencemos. Este é o nosso primeiro compromisso. Porém, o Reino de Deus está além da Igreja Instituição.
b)  Deus não nos pede 10%. O que conta é a generosidade e a solidariedade voluntária. Até porque dele são os 100% que nos dá para administramos.

     8.  Não priorize as relações funcionais em detrimento das pessoais.
a) Você serve a Deus ou é a mão de obra de um ministério?
Cometemos a imaturidade de nos tratarmos como obreiros do Senhor, ignorando, muitas vezes, as relações ovelhas e irmãos.

9.Não pretenda perenizar a sua Instituição.
a)   As Instituições se renovam, se refaz, mudam e passam. A Igreja Comunidade (corpo vivo de Cristo) é perene.
b)   A Igreja Institucional é cíclica para cada época.

10.    Jamais coloque o corpo vivo de Cristo a serviço da Instituição. A Igreja Instituição deve trabalhar em prol da Igreja Comunidade.


Fonte: Baseado na mensagem “tensão entre a Igreja corpo vivo de Cristo e Igreja Instituição” – Ed René Kivitz. No evento Lutando pela Igreja - Deus não tem um plano B.

Samuel Borges - com algumas alterações/inclusões


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...