Pesquisar

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Dez pecados a evitar na tensão entre Igreja Instituição e Igreja Comunidade, corpo vivo de Cristo.

   1. Não cometa o pecado de enclausurá Deus nas paredes da sua Instituição.

    2. Não limite as manifestações do Reino de Deus aos limites ou horizontes da sua Instituição.

    3.  Não condicione a relação com Deus à relação Institucional.

    4. Não exija sacrifício do povo em nome da sua Instituição.
“Deus tem muitos a quem a Igreja instituição não tem; e a Igreja tem muitos a quem Deus não tem.”

    5.Não restrinja a vocação ministerial ao engajamento na Igreja Instituição.
a)O serviço como servo do reino está para além da Igreja Institucional.
b) Valorize o voluntariado em prol do próximo, independentemente de está vinculado a sua instituição ou não.
c) Não precisamos ter uma creche para investir nela, ou algo dessa natureza. Podemos cooperar com creches sérias já estabelecidas na comunidade a que pertencemos.

    6.Não confunda Instituição religiosa com a comunidade cristã.
a)   É diferente o rol de membros aqui embaixo do Livro da Vida lá em cima.
b)   A comunidade é teocêntrica. A instituição pode ser  episcopal, congregacional ou presbiteral, conforme o regime eclesiástico adotado.
c)   A Igreja Comunidade se rege pelas Escrituras. A Igreja instituição é gerida por convenções, estatutos, portarias, regimentos, etc...

   7. Não pretenda gerir o Corpo de Cristo de acordo com a lógica da gestão da Igreja Institucional.
a)   Temos sido orientados a ofertar, dizimar tão somente na sua Igreja Instituição a que pertencemos. Este é o nosso primeiro compromisso. Porém, o Reino de Deus está além da Igreja Instituição.
b)  Deus não nos pede 10%. O que conta é a generosidade e a solidariedade voluntária. Até porque dele são os 100% que nos dá para administramos.

     8.  Não priorize as relações funcionais em detrimento das pessoais.
a) Você serve a Deus ou é a mão de obra de um ministério?
Cometemos a imaturidade de nos tratarmos como obreiros do Senhor, ignorando, muitas vezes, as relações ovelhas e irmãos.

9.Não pretenda perenizar a sua Instituição.
a)   As Instituições se renovam, se refaz, mudam e passam. A Igreja Comunidade (corpo vivo de Cristo) é perene.
b)   A Igreja Institucional é cíclica para cada época.

10.    Jamais coloque o corpo vivo de Cristo a serviço da Instituição. A Igreja Instituição deve trabalhar em prol da Igreja Comunidade.


Fonte: Baseado na mensagem “tensão entre a Igreja corpo vivo de Cristo e Igreja Instituição” – Ed René Kivitz. No evento Lutando pela Igreja - Deus não tem um plano B.

Samuel Borges - com algumas alterações/inclusões


Nenhum comentário:

Postar um comentário

INCLUIR COMENTÁRIO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...