Pesquisar

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Evangelização de Pessoas com Deficiências

Aula ministrada na Escola Bíblica Dominical na AD Candelária

11/09/2016

Conclusão inacabada




  1. A lição 11 sobre a evangelização de pessoas com deficiências  é um pingo d’ água no oceano do tema.
  2. O deficiente é um perdido como todo homem sem Deus. Precisa de salvação. Aponte-lhe a Cristo. O termo correto para ele é: pessoa com deficiência. A deficiência faz parte dele e de sua existência material. Os demais termos são tecnicamente incorretos.
  3. Apoia-las, abrir espaços é de que precisam para se desenvolverem, apesar de suas deficiências.
  4. Para evangelizá-las, precisamos começar certo, com uma abordagem apropriada.
  5. A Igreja Instituição tem deveres legais a cumprir com relação a acessibilidade e mobilidade interna. E a igreja, as pessoas, capacitadas  para trabalhar com os deficientes, desde a recepção, confissão de fé em Cristo, integração e discipulado, rumo à maturidade cristã.
  6. Esperamos que tenhamos aprendido que deficiência não é doença, não é incapacidade, porém traz consigo limitações aos deficientes, os quais precisam de apoio e amor efetivo.
  7. Inclusão social é dever cristão da Igreja. E esperamos que a lição sirva para nos alertar e humildemente reconhecermos o quanto estamos despreparados para este desafio. A bem da verdade, a humanidade só acordou para dá atenção aos deficientes de 1990 para cá.
  8. Para com os surdos, precisamos descobrir e formar pessoas vocacionadas para serem capacitadas em libras, linguagem própria e oficial em nosso país. E assim, desenvolvermos atividades, no seio da igreja, voltadas para este segmento.
  9. Para com os cegos, se requer apoia-los, conjuntamente com as famílias, e com material em braile, ganhá-los para Cristo, recebê-los e integrá-los à igreja, atentando para uma convivência madura em comunhão cristã.
  10. No que se refere aos deficientes físicos, qual seja o nível, é preciso acessibilidade externa e mobilidade interna, espaços ergonomicamente instalados, com a necessária assistência social supervisionada.
  11. Demais segmentos tais como: Síndrome de Dwon, autismo e os deficientes intelectuais, que não podem ser confundidos com doentes mentais, irão ensejar pessoas capacitadas nas áreas, voluntárias ou não, em ambientes apropriados, sem exclusão social, pelo contrário, fazendo inclusão social.
  12. Finalmente, estamos em débito com este segmento da sociedade a evangelizar, de forma efetiva e amorosa. É possível! ADparnamirim tem um lindo trabalho com surdos. E identificando pessoas vocacionadas, em cada segmento de deficientes ora abordados, capacitando os interessados, com apoio da liderança, podemos sim, viver um Cristianismo Relevante, sem cair na malha do evangelho social, o qual vem perdendo a visão do Novo Nascimento e da Eternidade com Deus.

EBD Adcandel – 11/09/2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

INCLUIR COMENTÁRIO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...